CVC - Viagens

Bem-vindo a CVC,

(sair)

 

Encante-se com a rica história e a beleza natural distribuída por todos os cantos do país

A Bolívia tem muito mais a oferecer que acordos econômicos e políticos com o Brasil. O país têm diversos atrativos que vão fazer você se apaixonar por esta terra: belezas naturais espalhadas entre montanhas, desertos e lagos, arquitetura cheia de detalhes e riqueza cultural (com influências dos indígenas quechua e aymara) são apenas alguns dos destaques que garantem uma viagem surpreendente. Conheça o lago Titicaca, considerado o mais alto do mundo, explore o Salar de Uyuni, um dos lugares mais incríveis da América do Sul, e descubra o Valle de La Luna, com paisagem diferente de tudo que você já viu. Passeie também pela capital La Paz, prepare-se para as variações de altitude e planeje agora sua aventura!

Crédito: Thinkstock  
quando ir

O clima varia de calor a neve de acordo com a região. La Paz fica em torno dos 20⁰C o ano todo e chega a 26ºC no verão. Já o Salar de Uyuni pode ser visitado no período seco, entre maio e setembro, ou na época de chuvas, entre dezembro e março.

curiosidades

O dia das Ñatitas - celebrado com crânios humanos -, é uma das tradições no país. Os crânios têm fama de milagrosos, são considerados fontes de proteção das famílias e uma forma de falar com os mortos.

Veja mais informações sobre o idioma, moeda local, taxas, documentação, peso da bagagem e muito mais!
 

Fotos

A Bolívia é um verdadeiro mosaico de paisagens e é destino perfeito para amantes de história, aventura e arquitetura. Explore o Lago Titicaca e as cidades de La Paz, Potosí e Copacabana e não deixe de incluir no roteiro o Salar de Uyuni e a Reserva Nacional Eduardo Avaroa. O mistério de sítios arqueológicos incas também rendem ótimas experiências. Confira as imagens e encante-se!

O Valle de la Luna fica a cerca de 30 minutos de La Paz e é uma das atrações naturais mais visitadas da região (Crédito: Thinkstock)
Conheça o incrível lago Titicaca, na fronteira da Bolívia com o Peru, situado a 3.810 metros acima do nível do mar (Crédito: Thinkstock)
A Plaza Murillo é referência em La Paz, a capital administrativa do país (Crédito: Thinkstock)
A área do lago Titicaca concentra diversas ilhas, algumas delas flutuantes. A Isla del Sol é a maior da região (Crédito: Thinkstock)
Conhecida pelas águas avermelhadas, a Laguna Colorada é atração entre o Salar de Uyuni e o Deserto do Atacama (Crédito: Thinkstock)
O trecho entre La Paz e Copacabana passa por áreas rurais e é repleto de paisagens de tirar o fôlego (Crédito: Thinkstock)
Potosí já foi uma das cidades mais ricas do mundo por conta da exploração de prata (Crédito: Thinkstock)
Patrimônio da humanidade, o Parque Nacional Torotoro abriga cânion, montanhas e arte rupestre (Crédito: Thinkstock)
 

Principais cidades

Aposte nas cidades de La Paz, Cochabamba, Potosí e Santa Cruz de la Sierra para ter contato com a cultura boliviana, experimentar a gastronomia local, conhecer o artesanato e belas paisagens naturais por todos os lados.

Crédito: Thinkstock

La Paz

A capital administrativa da Bolívia rende passeios para curtir a arquitetura histórica e tours pelos arredores. Conheça a Plaza Abaroa, o Mercado de las Brujas - perfeito para encontrar itens típicos, o Estádio Hernando Silas - conhecido como o mais alto do mundo, e o passeio de teleférico - considerado o mais alto do mundo. A maior parte dos turistas passa por La Paz para conhecer o Valle de La Luna, a 30 minutos do centro. Já o sítio arqueológico Tiwanaku está a cerca de 2h. Outro diferencial da cidade é a altitude, são mais de 3.600 metros acima do nível do mar, sem falar no trânsito e no contraste dos costumes milenares e a modernidade dos arranha-céus – uma experiência única!

Crédito: Thinkstock

Potosí

Considerada patrimônio da humanidade, a cidade colonial de Potosí, no sul da Bolívia, já foi uma das mais ricas do mundo por conta da exploração de prata por volta do século 16. Hoje, as ruas de terra e o visual das montanhas dos Andes bolivianos ao fundo deixam os turistas encantados com o charme de uma área que parece ter parado no tempo. Entre os destaques estão as igrejas em estilo barroco andino, a montanha Cerro Rico – que já foi a maior fonte de prata da região – e a Laguna Colorada, que faz parte do Parque Nacional Eduardo Avaroa,  perto da fronteira com o Chile.

Crédito: Thinkstock

Cochabamba

Cidade colonial localizada a cerca de 300 quilômetros de La Paz, Cochabamba não pode faltar na sua lista do que fazer na Bolívia. Visite a estátua gigante do Cristo Redentor, com 34 metros de altura, e curta o visual a partir de um teleférico que percorre quase um quilômetro a pouco mais de 260 metros de altura. Entre as opções culturais está o Museo Convento Santa Teresa, em um antigo convento construído em 1760. A cidade também costuma ser muito procurada como base para tours até o Parque Nacional Toro Toro e para curtir a rota gastronômica local.

Copacabana

Parada obrigatória no roteiro, Copacabana é a principal cidade no entorno do lago Titicaca. Você pode se hospedar na região para explorar as ilhas, além de visitar a Basílica de Copacabana, um dos principais atrativos do turismo religioso na Bolívia. Vale a pena se divertir e ver de perto a beleza da Baía de Copacabana, endereço certo de passeios de barco e pedalinhos, além de tours de bicicleta ou a pé. Daqui partem barcos em direção à Isla del Sol, a maior ilha no lago Titicaca.

Santa Cruz de la Sierra

Maior cidade da Bolívia, Santa Cruz de La Sierra é o centro financeiro do país. Entre os cartões-postais estão a Plaza 24 de Septiembre, a Catedral Basílica, o Parque Arenal e os espaços culturais, como a Mazana Uno, onde há exposições e atrações interativas gratuitas. Em Santa Cruz é comum aparecer brasileiros que acessam a região saindo de Cáceres, no Mato Grosso, sem contar que a cidade se tornou porta de entrada para explorar outras áreas famosas do país, já que há opções de trajetos de trem, ônibus e voos até Potosí, La Paz e Salar de Uyuni

 

Atrações

É difícil sair da Bolívia sem registrar uma foto mais incrível do que a outra. Conheça o colorida da Laguna Colorada e a imensidão quase transparente do Salar de Uyuni. O lago Titicaca e o Valle de la Luna também são atrações naturais de encher os olhos!

Crédito: Thinkstock

Lago Titicaca

É inesquecível ver o sol se pôr na Isla del Sol, a mais famosa do lago Titicaca! Por lá, há passeios de barco e lanchas que começam na baía da cidade de Copacabana, a mais próxima das águas do lago. Ao todo, são mais de 80 ilhas, muitas delas habitadas por povos indígenas. Na região também há ruínas de antigas civilizações, como o sítio arqueológico de Tiwanaku. O Titicaca está situado a 3.810 metros acima do nível do mar e ocupa 8.400 quilômetros quadrados de área, dividida entre a Bolívia e o Peru. Além disso, é considerado o maior lago da América Latina em volume, já que são cerca de 900 milhões de metros cúbicos de água.

Crédito: Thinkstock

Salar de Uyuni

Próximo de Potosí fica o incrível Salar de Uyuni, maior deserto de sal do mundo. A área do salar é de 12 mil quilômetros quadrados de lagunas, lagoas coloridas e águas transparentes, com muita beleza natural em uma imensidão branca. Além de aproveitar os reflexos para registrar fotos – a mistura de sal e água cria uma espécie de espelho sem fim! –, há outras atrações na região, como gêiseres, formações rochosas e hotéis com paredes e teto de sal. A cidade mais próxima com opções de hospedagem é Uyuni e o período ideal para aproveitar os reflexos é na época de chuvas, entre dezembro e março. 

Crédito: Thinkstock

Valle de la Luna

O vale é uma das atrações naturais próximas de La Paz, entre as cidades de Mallasilla e Mallasa. Surpreenda-se com a beleza das formações rochosas que formam um visual que mais parece paisagem lunar! O sítio arqueológico formado por rochas que sofreram erosão ocupa uma área de cerca de três quilômetros. Foram criadas trilhas e outros acessos para facilitar a passagem dos visitantes, mas atente-se ao solo frágil na hora de caminhar. O passeio pela área dura cerca de uma hora e pode ser combinado com ida à Muela del Diablo - um vulcão inativo situado a 40 minutos de La Paz. De lá dá para curtir a vista do Vale de la Luna e de cidades próximas.

Crédito: Thinkstock

Reservas naturais

Os mais aventureiros podem aproveitar a mistura de paisagens naturais bolivianas. Visitar o Parque Nacional Torotoro é imperdível. Vale a pena conhecer a caverna de Umajalanta - a maior da Bolívia, com 164 metros de profundidade. Por lá também há um cânion e áreas que concentram fósseis e até pegadas de dinossauro. Já a Reserva Nacional Eduardo Avaroa é o parque nacional mais visitado do país. Não deixe de registrar fotos da Laguna Colorada – famosa pela coloração avermelhada – e da Laguna Verde, assim como observar flamingos, aves e gêiseres.

Crédito: Thinsktock

Sítios arqueológicos

Há diversas áreas de origem inca espalhadas pela Bolívia. O Tiwanaku, declarado patrimônio da humanidade pela Unesco, abriga ruínas de pirâmides, um templo semi-subterrâneo e formações de rochas como a Porta do Sol. Outro legado da história pré-colombiana no país é o sítio Tiahuanaco, descoberto quando já estava em ruínas. O local ainda é um mistério sobre quais povos viveram ali e com quais objetivos. Ambos ficam próximos ao Lago Titicaca e a 2h de carro de La Paz. Já o Forte de Samaipata, patrimônio mundial, localizado a 2h de Santa Cruz de La Sierra, impressionas por ter sido construído no pico de uma montanha.

Estrada da Morte

Próxima a La Paz, a trilha conhecida como Estrada da Morte – ou Camino a Los Yungas –, é um dos passeios que encantam os mais aventureiros. Apesar de ter apenas três metros de largura (motivo pelo qual é considerada tão perigosa), aqui você faz o percurso de moto ou de bicicleta e, apesar do nome não ser muito convidativo, a estrada oferece passeio com beleza natural por todos os lados, já que atravessa uma floresta repleta de cachoeiras e precipícios.

 

Hotéis

Os melhores locais para se hospedar é na região do Salar de Uyuni, onde há hotéis com estrutura feita de sal, ou em La Paz, cidade que concentra desde opções mais práticas a luxuosas, incluindo hotéis com arquitetura colonial, um charme! Confira!

Hotel Palácio de Sal

O local logo chama a atenção pelo charme arquitetônico – destaque para o teto, construído com blocos de sal! Os quartos têm decoração moderna e contam com banheiro privativo, telefone e camas queen size. A vista para o Salar de Uyuni é incrível.

La Casona

Localizado a poucos minutos do aeroporto de La Paz, o hotel oferece internet wi-fi gratuita, café da manhã, restaurante e business center. Entre os diferenciais estão também o charme da arquitetura colonial e o conforto dos quartos equipados com cozinha e varanda.

Hotel Presidente

Aproveite a comodidade de internet wi-fi gratuita disponível em todos os ambientes do hotel, além das opções de lazer e relaxamento, como piscina, sauna, SPA etc. Os quartos têm vista para La Paz, poltrona e sistema de aquecimento.

Hotel El Rey Palace

Vizinho a praças e universidades de La Paz, o hotel está situado a poucos minutos de restaurantes, lojas e outras opções de comércio e serviços. O hotel oferece internet wi-fi gratuita, café da manhã e quartos com ar-condicionado, TV a cabo e frigobar.

Camino Real Suites Hotel

No Camino Real você se sentirá em um clube. Aproveite a infraestrutura de piscina, massagem, academia e serviços de SPA. Há recepção 24h, restaurante, business center e internet wi-fi gratuita à disposição. O hotel fica em uma região bem valorizada de La Paz, com fácil acesso a serviços, lojas de rua e shoppings.

 

Observação: O conteúdo do texto acima é meramente informativo. A confirmação dos preços e informações sobre os serviços disponíveis são de responsabilidade das empresas mencionadas.

IMPORTANTE: O conteúdo desta página é protegido por direitos autorais. Fica proibida a reprodução dos conteúdos - textos, figuras e gráficos - do Portal, salvo prévia autorização por escrito da CVC.

*Os valores dos pacotes apresentados nesta página podem variar de acordo com a cidade de origem. Selecione sua localização e confira o menor preço disponível para sua localidade. Todos os preços estão sujeitos à disponibilidade de lugares no ato da reserva. Os valores dos pacotes acima são o total do quarto dividido pela quantidade de passageiros (adulto ou criança ou bebê).