CVC - Viagens

Bem-vindo a CVC,

(sair)

Chapada DiamantinaBrasil

Crédito: Thinkstock
 

Aventura e natureza exuberante na Chapada Diamantina

Bem no meio do sertão da Bahia, formada por 57 municípios, fica a imensidão da Chapada Diamantina, um verdadeiro tesouro nacional, repleto de grutas, cavernas, rios, cachoeiras, morros e trilhas abertas entre as rochas há séculos. Depois que o garimpo de diamantes foi proibido em 1996, a região ganhou uma nova forma de exploração, bem menos agressiva: o turismo de aventura, que atrai cada vez mais adeptos encantados com tanta beleza natural. O grande chamariz são as trilhas, que podem exigir muito dos músculos e fôlego, mas compensam com paisagens impressionantes a cada passo. Conheça as belas cachoeiras da Fumaça e do Sossego, o rio Mucugezinho, com seus tobogãs naturais, o Povoado do Remanso e a Serra das Paridas, sítio arqueológico com pinturas rupestres. Para quem gosta de aventura, a Chapada é um prato cheio!

Crédito: Thinkstock  
quando ir

Os meses de abril a outubro são mais secos, o que facilita circular pelas trilhas. Em julho acontece a Festa de São João e, em agosto, o Festival de Corais e o Festival de Lençóis. 

curiosidades

Entre as pinturas rupestres na Serra das Paridas está uma figura intrigante: a imagem de um ser com pescoço longo, cabeça grande e apenas três dedos nas mãos. Logo acima da cabeça fica uma esfera cheia de furos que lembra uma nave espacial.

Veja mais informações sobre peso da bagagem, voltagem, taxas e aeroporto.
 

Fotos

O Parque Nacional da Chapada Diamantina é feito para conhecer a pé, contemplando a paisagem rica e praticamente selvagem da região. Nos vários passeios que você fará pela Chapada é possível encontrar quedas d’água, rios, vales e grutas, um dos cenários mais bonitos do Brasil.

Repleta de cachoeiras espetaculares, a Chapada Diamantina é um paraíso para quem gosta de contato com a natureza (Crédito: Thinkstock)
A Cachoeira da Fumaça é a mais famosa da Chapada, com 340 metros de queda d'água (Crédito: Thinkstock)
A Cachoeira do Buracão fica no sul do parque da Chapada e tem 85 metros de altura (Crédito: Thinkstock)
Cânions e rios formam a paisagem da Chapada, que antes era explorada pela mineração de diamantes (Crédito: Thinkstock)
As cavernas guardam belas surpresas como poços de águas cristalinas e geladas (Crédito: Thinkstock)
A gruta Lapa Doce tem 27 quilômetros de extensão mapeados e outros 850 abertos à visitação (Crédito: Thinkstock)
Na Gruta Pratinha você pode tomar banho com colete para flutuação (Crédito: Thinkstock)
O Morro do Pai Inácio proporciona uma das vistas mais bonitas das montanhas da região (Crédito: Thinkstock)
O belo Poço Encantado fica escondido no fundo de uma caverna (Crédito: Thinkstock)
No alto do Morro do Castelo fica uma gruta com uma bela visão panorâmica (Crédito: Thinkstock)
Na Serra das Paridas estão diversas pinturas rupestres que podem ser observadas (Crédito: Thinkstock)
Aproveite a beleza da noite estrelada que pode ser observada na Chapada Diamantina (Crédito: Thinkstock)
O Centro Histórico de Lençóis é uma das atrações, com casas coloniais e ruas de pedra (Crédito: Thinkstock)
A Chapada é formada 57 municípios do sertão da Bahia (Crédito: Thinkstock)
 

Atrações

Atrativos não faltam nesta viagem inesquecível. Um dos pontos mais famosos é o Morro do Pai Inácio, com 1.200 metros de altitude. A Cachoeira da Fumaça, a segunda maior do país, com 340 metros de queda, é outra parada obrigatória. As atrações incluem ainda as belas cidadezinhas que tiveram seu auge no final do século 19, quando a região era famosa somente pelas jazidas de diamantes e ainda exibem casarios coloniais e ruas de pedra.

Crédito: Thinkstock

Cachoeiras

Belas e refrescantes, as cachoeiras da Chapada são destaque na lista de atrações. A mais famosa é a Cachoeira da Fumaça, que fica no Vale do Capão e pode ser vista do alto após uma trilha de seis quilômetros. As águas caem de 340 metros e viram vapor antes de tocar o solo. A Cachoeira do Sossego fica na cidade de Lençóis, e pode ser acessada por uma trilha de sete quilômetros feita na beira do rio Ribeirão. Já Cachoeira do Buracão fica no sul do parque da Chapada e tem 85 metros de altura. 

Crédito: Thinkstock

Grutas

Outra atração muito popular é o passeio em grutas. A Lapa Doce tem 27 quilômetros de extensão mapeados e 850 metros abertos para visitação. Ali fica um lago subterrâneo com mais de 130 metros de profundidade. Na Gruta Pratinha você pode tomar banho em águas cristalinas, com colete para flutuação, na companhia de tartarugas e peixes. A Gruta Torrinha guarda o Salão das Flores, câmara com rochas modeladas em aragonita (forma cristalina do carbonato de cálcio) e a Passagem da Francesa, uma fenda de mais 13 quilômetros.

Crédito: Thinkstock

Poços

Paradas obrigatórias, os poços do Diabo, Encantado e Azul oferecem águas refrescantes após a caminhada. O primeiro ganhou esse nome pelas águas avermelhadas do rio Mucugezinho e também porque os coronéis do garimpo jogavam ali os escravos fugitivos. O Encantado fica escondido no fundo de uma caverna e é acessível com o auxílio de cordas improvisadas. As águas azuladas formam um espelho gigante, mas não é permitido nadar. No Poço Azul os turistas podem flutuar com coletes.

Crédito: Thinkstock

Morro do Pai Inácio

Uma subida de 20 minutos apresenta um dos cenários mais deslumbrantes da Chapada a uma altitude de quase 1.200 metros. A lenda diz que o escravo Pai Inácio se apaixonou pela sinhazinha e teve de fugir. Encontrado no alto do morro, saltou com a sombrinha da amada. O morro fica no Parque Natural Municipal Morro do Pai Inácio, localizado no município de Palmeiras.

Crédito: Thinkstock

Parque Municipal de Mucugê

O parque com 540 hectares foi criado em 1999 e tem trilhas que levam a cachoeiras e poços para banho. Abriga o Projeto Sempre Viva, de preservação e pesquisa da flora, e o Museu Vivo do Garimpo. 

Crédito: Thinkstock

Centro Histórico de Lençóis

A principal porta de entrada para a Chapada, Lençóis teve seu Centro Histórico tombado pelo Iphan nos anos 70. O local reúne várias casas coloniais com lampiões na fachada e ruas tranquilas de pedras.

Crédito: Thinkstock

Cemitério Bizantino

Localizado em Mucugê, o cemitério tem túmulos e jazigos brancos, miniaturas de igrejas e de capelas em formas góticas e pontiagudas, datados desde 1855, quando a mineração do diamante estava no auge. É um famoso ponto turístico na região que ganha iluminação especial à noite.

 

Hotéis

Na principal cidade da região, Lençóis, você encontra grande variedade de pousadas e hotéis, para os mais variados bolsos. Outros locais para procurar por hotéis na Chapada Diamantina é o Vale do Capão e Mucugê.

Hotel de Lençóis

Localizado a 500 metros do centro de Lençóis, o hotel está a 800 metros da estação rodoviária. Oferece acesso gratuito à internet wi-fi nas áreas comuns, café da manhã, piscina, jardim, terraço, sauna, salão de jogos, playground e bar. Os quartos possuem TV, frigobar, cofre e ar-condicionado.

Reserve agora seu hotel na Chapada Diamantina!

Hotel Portal de Lençóis

Situado no coração de Lençóis, o Portal Lençóis oferece piscina, sauna, serviço de massagem, academia, wi-fi gratuito, balcão de turismo e café da manhã. Os quartos dispõem de ar-condicionado, frigobar e varanda com rede. 

Reserve agora seu hotel na Chapada Diamantina!

Hotel Canto das Águas

Localizado perto do rio Lençóis, a 200 metros do Centro Histórico, o Canto das Águas dispõe de jardins, sauna e piscina. Este hotel ecológico conta ainda com serviços como wi-fi gratuito nas áreas comuns, restaurante, recepção 24h e lavanderia. Os quartos têm decoração moderna e rústica, com frigobar e TV via satélite.

Reserve agora seu hotel na Chapada Diamantina!

A Guiar Pousada

Situada a apenas 500 metros do centro e da estação rodoviária de Lençóis, a pousada oferece wi-fi gratuito e café da manhã. As acomodações contam com ar-condicionado, TV, frigobar e banheiro privativo.

Reserve agora seu hotel na Chapada Diamantina!

 

Restaurantes

Com gastronomia variada, a região possui ótimos restaurantes que variam desde a culinária regional a especialidades como italianas e francesas. Nos estabelecimentos mais tradicionais você saboreia pratos típicos com carne-de-sol, farofa de couve, banana verde, palma e batata da serra. 

Crédito: facebook.com/cafedomato

Café do Mato - Cafeteria e Creperia

Com ambiente aconchegante e cheio de charme você experimenta diferentes tipos de café, além de comer deliciosos crepes, sanduíches e baguetes. Destaque para o atendimento.

ENDEREÇO: Rua 10 de novembro, 22, Lençóis.

Crédito: cozinhaaberta.com.br

Cozinha Aberta Etnia Slow Food

O restaurante trabalha com o conceito de slow food, movimento gastronômico que prioriza o sabor e a qualidade dos alimentos, tornando o ato de comer algo muito prazeroso. No Cozinha Aberta os ingredientes regionais ganham destaque.

ENDEREÇO: Rua da Baderna, 111, Lençóis.

Crédito: facebook.com/restaurantebodega

Bodega Restaurant Pizza Bar

Um dos lugares mais badalados de Lençóis, o restaurante e pizzaria serve ótima comida, bebidas geladas e conta com música ao vivo.

ENDEREÇO: Rua das Pedras 121, Lençóis.

 

Promoções

 

Observação: O conteúdo do texto acima é meramente informativo. A confirmação dos preços e informações sobre os serviços disponíveis são de responsabilidade das empresas mencionadas.

IMPORTANTE: O conteúdo desta página é protegido por direitos autorais. Fica proibida a reprodução dos conteúdos - textos, figuras e gráficos - do Portal, salvo prévia autorização por escrito da CVC.

*Os valores dos pacotes apresentados nesta página podem variar de acordo com a cidade de origem. Selecione sua localização e confira o menor preço disponível para sua localidade. Todos os preços estão sujeitos à disponibilidade de lugares no ato da reserva. Os valores dos pacotes acima são o total do quarto dividido pela quantidade de passageiros (adulto ou criança ou bebê).