Publicado em 12/11/2015
 
 
Compartilhe:
Confira outras dicas

Cânion do Xingó espalha beleza no meio do sertão de Sergipe

Cânion surgiu após o represamento das águas do rio São Francisco para construção da Usina Hidrelétrica do Xingó (Crédito: Pulsar imagens)

Destino ainda pouco conhecido dos brasileiros, o Cânion do Xingó é uma das maiores maravilhas naturais do Nordeste, localizado no sertão de Sergipe, a 200 quilômetros da capital Aracaju. Considerado o quinto maior do mundo e o maior navegável, o cânion possui belos paredões rochosos esculpidos pelo tempo e clima, com mais de 60 mil anos.

O cânion surgiu após o represamento das águas do rio São Francisco para a construção da Usina Hidrelétrica do Xingó, na divisa entre Alagoas e Sergipe. Fica ao redor do lago Justino e desfruta das águas verdes do rio, que em alguns trechos atinge 190 metros de profundidade. Durante o trajeto, as rochas assumem formas curiosas, que lembram animais, e ainda guardam vestígios dos primeiros habitantes da região, que viveram por lá há mais de oito mil anos.

Mas o destaque do passeio é mesmo a Gruta do Talhado, onde é possível fazer parada para mergulho em uma área com profundidade de 15 metros. Se você não sabe nadar, não tem problema: há área reservada, protegida por redes, também recomendada para as crianças.

Na Gruta do Talhado é possível fazer mergulhos de até 15 metros de profundidade (Crédito: Pulsar imagens)

Como chegar

Para chegar ao Cânion do Xingó é preciso navegar 17 quilômetros pelo rio São Francisco a partir do município de Canindé de São Francisco. O passeio pode ser feito de lancha ou de catamarã.

Quando ir

É possível visitar o local o ano inteiro, mas entre os meses de maio e julho, período mais chuvoso, a paisagem fica bem mais bonita. De setembro a março, as praias estão garantidas.

Onde se hospedar

Entre as opções de hospedagem em Canindé de São Francisco, destaque para o Xingó Parque Hotel. Situado ao lado da Usina Hidrelétrica de Xingó, este hotel oferece piscina, piano bar, salão de jogos, heliporto, internet wi-fi e até um museu da Caatinga.

 

 

dica anterior
Praias para fugir da agitação

próxima dica
Descubra as belezas das chapadas do Brasil