Publicado em 15/12/2015
 
 
Compartilhe:
Confira outras dicas

Vai viajar para o exterior? Então confira nossas dicas sobre como levar dinheiro!

Todas formas de pagamento tem seus prós e contras, é preciso identificar qual delas é a melhor para seu estilo de viagem (Crédito: Thinkstock)

Uma das maiores dúvidas de quem planeja uma viagem internacional é saber como levar dinheiro. Para responder suas perguntas sobre as formas de pagamento que pode utilizar e para que momentos elas são mais indicadas, preparamos uma matéria especial sobre esse assunto para você. Confira!

Levar dinheiro vivo pode significar economia de impostos, mas pode ser perigoso (Crédito: Thinkstock)

Dinheiro

Esta é a opção mais econômica, já que em transações em moeda estrangeira o IOF (Imposto Sobre Operação Financeira) é mais barato do que para compras realizadas com todos os tipos de cartão. Com dinheiro você paga 0,38% de IOF na hora da compra da moeda do país que irá visitar, em comparação com os 6,38% do imposto que incide sobre os cartões. Permite também planejamento financeiro mais eficiente, já que a quantidade que carrega no bolso é tudo o que você irá gastar. No entanto, ter todo seu dinheiro no bolso pode ser perigoso: você pode perder, ser assaltado ou ficar na mão diante de gastos imprevistos.

Bom para: Viagens curtas e com orçamento planejado ou limitado.

Cartões de débito, crédito e pré-pagos têm IOF alto (Crédito: Thinkstock)

Cartão de crédito

Esta forma de pagamento funciona do mesmo jeito do cartão de débito, com a diferença de que o valor da compra é calculado de acordo com o câmbio do dia do fechamento da fatura. O que isso significa? Que você pode acabar pagando menos ou mais pelos produtos ou serviços que comprou, de acordo com a valorização da moeda no mercado. Leve sempre em consideração o tempo entre o momento da compra até o vencimento da fatura. Mas calma, aqui também tem vantagens! A segurança é uma delas: diante de qualquer problema é possível cancelar o cartão. Se errar a senha três vezes, porém, será necessário desbloqueá-lo.

Bom para: Reservas, compra de passagens e gastos emergenciais.

Fique sempre atento a data da fatura de seu cartão de crédito (Crédito: Thinkstock)

Cartão pré-pago

Este tipo de cartão pode ser usado como o de débito e permite saque em bancos e caixas eletrônicos. Está disponível para diversas moedas e pode ser recarregado online, à distância ou por terceiros. A vantagem é que permite um planejamento financeiro mais assertivo, já que funciona de acordo com valor previamente determinado. Desvantagens: pagamento do IOF, cobrança de taxas para saques no exterior e taxa de inatividade (tempo em que o cartão não é usado).

Bom para: Viagens longas e quando há uso de terceiros (cônjuges, filhos, amigos, etc.).

Dicas importantes

- Antes de viajar, verifique sempre quais caixas eletrônicos ou agências bancárias permitem o uso do seu cartão de crédito, débito ou pré-pago para fazer saques

- Confira no mapa os mais próximos do seu hotel ou de pontos turísticos para evitar dor de cabeça e desespero caso precise de dinheiro vivo no meio da viagem

- É preciso autorizar o uso do seu cartão no exterior, de preferência com no mínimo uma semana de antecedência da viagem

- Se você irá viajar acompanhado, solicite junto ao banco um cartão extra. Isso permite compras que irão para uma mesma fatura, além de dar segurança se algum dos cartões se perder e você precisar utilizar para gastos imprevistos

 

dica anterior
Escolha entre Porto de Galinhas e Maragogi!

próxima dica
Encante-se com a beleza e a história de Florença!