Publicado em 16/01/2015
 
 
Compartilhe:
Confira outras dicas

Conexões longas: sair ou não do aeroporto?

Aproveite o tempo no aeroporto para estudar, trabalhar ou colocar a leitura de livros e revistas em dia (Créditos: Thinkstock)

Conexões longas durante viagens de avião são comuns e podem render muitas horas de puro tédio no aeroporto. Nestas situações, os passageiros se perguntam se poderiam aproveitar o tempo para conhecer um pouco a cidade. A verdade é que nem sempre vale a pena dar uma voltinha nos pontos turísticos locais e correr o risco de perder o voo.

No caso de conexões de até 7 horas, a melhor atitude é esperar dentro do aeroporto. Nas viagens internacionais os passageiros devem passar pela imigração e este processo pode ser demorado. Você também precisa estar no portão de embarque de uma a duas horas antes do voo.

Caso o intervalo entre seus voos seja de até 7 horas, é melhor ficar no aeroporto (Crédito: Thinkstock)

Outro problema é a bagagem de mão. São raros os aeroportos que possuem guarda-volumes. Procedimentos de segurança, principalmente nos Estados Unidos, poderão fazer você perder tempo e paciência.

Sendo assim, não tem outro jeito: leia um livro, navegue na internet ou escolha um jogo no celular.  Aproveite e faça compras no free shop, coma em um restaurante e passeie pelo aeroporto.

Se você só pensa em descansar entre os voos, procure as salas vip e lounges, com sofás, wi-fi gratuito, serviços de buffet e bebidas, revistas, TV a cabo e banheiros. Companhias aéreas têm seus próprios lounges para passageiros de primeira classe, executiva e clientes com planos de fidelidade.

Somente saia do aeroporto se sua conexão for superior a 7 horas e planeje com cuidado o tempo (Crédito: Thinkstock)

 

Saidinha planejada

Se a conexão do seu voo for de mais de 7 horas, você pode pensar em visitar a cidade e conhecer lugares novos. Fique atento ao tempo que será gasto na imigração, ao tamanho do aeroporto e quantas horas ficará fora. Informe-se com a companhia aérea se você terá de pagar novamente pela taxa de embarque quando retornar ao aeroporto.

Checou tudo e vai ter tempo? Então corra a uma casa de câmbio e troque seu dinheiro. Para não se perder, dê preferência ao táxi. Trens e metrôs também são boas opções e muitos aeroportos ficam próximos às estações.

Com o tempo contado, o melhor a se fazer é pesquisar e planejar com cuidado os locais que deseja visitar. Priorize, por exemplo, lugares de fácil acesso e sem longas filas. Andar pelas ruas centrais, provar a gastronomia e comprar lembrancinhas são algumas opções de passeio. Mas atenção: lembre-se que você terá de voltar duas horas antes no caso de voos internacionais e uma hora antes nas viagens domésticas.


Melhores locais para visitar durante longas conexões

Entre os melhores lugares para você visitar entre os voos estão Cingapura, onde há city tours exclusivos aos turistas em trânsito; Dubai, que em meia hora você conhece o shopping Madinat Jumeirah ou a torre Burj Dubai; Lisboa, com seu aeroporto situado na área central da cidade; e o Panamá, no qual os motoristas de táxi já oferecem roteiros prontos.

 

dica anterior
Destinos que não exigem visto

próxima dica
Xcaret ou Xel-Há: qual é melhor?