Publicado em 25/11/2015
 
 
Compartilhe:
Confira outras dicas

Bela e selvagem, Patagônia Chilena é um verdadeiro espetáculo da natureza

O cenário da Patagônia Chilena é pontuado por torres de granito, glaciares, lagoas e vegetação selvagem (Crédito: Thinkstock)

Conhecer a Patagônia Chilena é como ver uma pintura, uma obra de arte geográfica. Com 3,5 mil metros de altitude, o cenário é pontuado por torres de granito no topo da Cordilheira Paine, tendo aos seus pés a imensidão branca dos glaciares, lagoas de um azul profundo e a vegetação, pontilhada de flores brancas e amarelas. Também inclui parte da Terra do Fogo, que é dividida entre o Chile e a Argentina. 


A área é muito procurada para atividades como escalada e pesca (Crédito: Thinkstock)

Esse local de sonhos é um dos preferidos pelos praticantes de trekking e de qualquer turista que ame a natureza em seu estado mais selvagem e intocado. Com área de 240 mil quilômetros quadrados, sendo metade protegida por lei, é muito procurada para atividades como pesca, caminhada, ciclismo, montanhismo, rafting, cavalgada e canoagem.




A Patagônia tem grande diversidade de fauna e flora (Crédito: Thinkstock)

O coração da Patagônia Chilena é o Parque Nacional Torres del Paine, local com muita diversidade natural e excepcionalmente belo. Para conhecer bem essa região é preciso de três a cinco dias. Além de diversos tipos de vegetação, o parque tem mais de 100 espécies diferentes de aves, como águias, condores, flamingos, pumas e lhamas.

Em sua visita você pode conferir de perto as geleiras (Crédito: Thinkstock)

Geleiras e montanhas

Entre as paisagens da região estão o Campo de Gelo, com geleiras majestosas e montanhas como Torres del Paine, San Valentín e Cerro Castillo. Você também vai se deslumbrar com a cor dos lagos de General Carrera e O'Higgins, além do enorme labirinto de fiordes e canais que são lar de golfinhos e baleias.

E, apesar de possuir menos de um habitante por quilômetro quadrado, a Patagônia Chilena conta com algumas cidades e aldeias como Coyhaique, Punta Arenas e Puerto Natales, onde as antigas tradições de pecuária perduram por séculos.

No verão, as temperaturas ficam entre 13°C e 20°C (Crédito: Thinkstock)

Quando ir

Há duas estações distintas na Patagônia: uma com sol e vento, e outra com frio e neve. Durante o verão, os dias são longos e a temperatura mais amena, ficando entre 13°C e 20°C.  Os ventos, porém, chegam a 120 km/h. Já o inverno proporciona paisagem incrível, coberta pela neve. No início desta estação ainda é possível fazer caminhadas pelas montanhas. Em qualquer época, mudanças bruscas de temperaturas acontecem em um mesmo dia. É aconselhável carregar luvas, malhas térmicas, botas e roupas impermeáveis.

 Vale a pena ainda dar uma esticadinha na viagem para El Calafate e Ushuaia, na Patagônia Argentina, e contemplar as maravilhas desse território selvagem por outros ângulos. Aventure-se e boas férias!

 

 

dica anterior
Inclua São Paulo na sua próxima viagem pelo Brasil!

próxima dica
A CVC tem o ingresso ideal para sua viagem