Publicado em 09/09/2015
 
 
Compartilhe:
Confira outras dicas

Aventureiros, preparem-se! Galápagos reúne criaturas exóticas, natureza selvagem e uma pitada de história

Belezas naturais de Galápagos surpreendem visitantes; destaque para as praias de azul intenso (Crédito: Thinkstock)

Imagine andar por uma terra exótica, com tartarugas imensas, aves de cores berrantes, iguanas para todos os lados e praias tomadas por lobos marinhos. Agora vislumbre vulcões, florestas e túneis de lava que formam cavernas impressionantes. O que parece ter saído de um livro de aventura existe e fica mais próximo do que você imagina. Compre agora sua passagem para Galápagos e faça uma viagem incrível por este arquipélago onde apenas 3% do território está ocupado por seres humanos. O restante é propriedade da natureza, que reivindicou este pedaço de chão para ser o lar das espécies mais intrigantes!

As tartarugas gigantes podem ultrapassar os 100 anos e chegar a 400 quilos (Crédito: Thinkstock)

Distante cerca de 1.000 quilômetros da costa do Equador, Galápagos ostenta o título de segunda maior reserva marinha do mundo, além de Patrimônio Natural da Humanidade e Reserva da Biosfera pela Unesco. Um dos maiores símbolos do local é a tartaruga gigante, que pode chegar até quase dois metros de comprimento e 400 quilos. Foi esse animal que mais impressionou o cientista Charles Darwin, que aportou na ilha em 1835 para observar o local e saiu de lá com uma das teorias mais malucas (para a época) e polêmicas (até hoje!): a Teoria da Evolução das Espécies.

 

Nas ilhas você encontra animais com características únicas, como piqueiro-de-pata-azul (Crédito: Thinkstock)

Ciência

A teoria de Darwin afirma que todos os animais evoluíram de acordo com o meio ambiente e mudanças genéticas passadas de geração em geração. Para apoiar esta tese, o cientista inglês estudou espécimes únicos, como o piqueiro-da-pata-azul e a fragata, aves cujas cores vivas chamam a atenção de longe. As características desenvolvidas pelos animais que são endêmicos de Galápagos ajudaram em sua reprodução e na defesa contra predadores. Ponto para a evolução natural!

Ilhas

Formado por 13 ilhas grandes, seis pequenas e várias ilhotas, o arquipélago tem atrações incríveis, que você poderá conhecer melhor ao adquirir pacotes para Galápagos, e que contam com programações de passeios a pé ou de barco. Entre as principais ilhas estão a Santa Cruz, que costuma ser a primeira parada de turistas que chegam pelo aeroporto de Baltra. Ali funciona a Fundação Charles Darwin, o Centro Comunitário de Educación Ambiental Miguel Cifuentes Arias, o Cerro Dragón e as impressionantes fendas de Los Gemelos.

É fácil encontrar leões marinhos descansando em praias ou mesmo em calçadas nas cidades (Crédito: Thinkstock)

A Ilha San Cristóbal também coleciona formações geológicas imponentes, além de ser uma das mais antigas da região. Destaque para a rocha León Dormido, o vulcão Junco e as fazendas El Progreso e El Cafetal. Mas a melhor cena é vista no calçadão à beira-mar, onde leões marinhos tiram cochilos nas portas de restaurantes, bancos e na praia. Já a Ilha Isabela tem como destaque seus cinco vulcões: Isla Negra, Cerro Azul, Alcedo, Darwin e Wolf, além do Centro de Criação de Tartarugas Gigantes e das trilhas ao vulcão Sierra Negra e ao Muro de las Lágrimas.

Na hora de procurar por hospedagem, fique sabendo que os hotéis de Galápagos tem um conceito diferente do que você vê em destinos turísticos convencionais: os estabelecimentos são pequenos e ecológicos, geralmente não contam com serviço de quarto ou recepção 24 horas, o sinal wi-fi é bem precário e pouquíssimos possuem televisão nos apartamentos. Mas quem vai à Galápagos não procura por tecnologia de ponta, não é? Então arrume as malas e boa viagem!

Como chegar

A aventura para chegar a Galápagos já começa na viagem até lá. O único jeito de alcançar o arquipélago é por avião, com saídas diárias de Quito e Quayaquil, no Equador. A duração da viagem é de 1h30 (partindo de Guayaquil) e 3h (saindo de Quito), incluindo escala. Já o trajeto entre São Paulo e Guayaquil, por exemplo, é de 3h. Baltra, que fica ao norte da ilha Santa Cruz, é o principal acesso para Galápagos. A outra porta de entrada é a ilha de San Cristóbal.

 

dica anterior
Divirta-se com a Oktoberfest 2015 e conheça a cultura alemã

próxima dica
Milão é porta de entrada para a Europa