Publicado em 07/08/2015
 
 
Compartilhe:
Confira outras dicas

O sucesso das suas fotos de viagem está garantido em 14 dicas!

Confira as dicas que preparamos especialmente para você fazer as melhores selfies e fotos das suas viagens! (Crédito: Thinkstock)

Você programa uma viagem incrível, traça um roteiro pelos principais pontos turísticos da cidade e sai fotografando tudo por aí. Ao descarregar as fotos no hotel, só encontra imagens borradas, selfies cortando metade da cabeça e um monte de foto repetida. Quem nunca?

Para evitar esse pesadelo na hora de fazer suas fotos de viagem, preparamos um guia com 14 dicas valiosas para você garantir imagens inesquecíveis da sua trip. Confira já!

1) Observação

Antes de sair clicando o Cristo Redentor e o Rio de Janeiro inteiro, aponte sua câmera para ele e observe a cena pelo visor – pode ser que você esteja longe. Movimente-se e procure o ângulo mais agradável – mas faça isso olhando no visor, que é diferente da vista humana.

A foto 1 traz o ângulo aproximado da sua visão. Ao invés de já clicar com o celular, igual à foto 2, procure um bom enquadramento, como mostrado na foto 3.

2) Configuração antes x ajustes depois

Se você souber ajustar seu celular ou câmera antes de clicar, será mais fácil registrar aquele céu azul bonito de um dia ensolarado na praia. Se não, tente brincar com programas de edição de imagem, apps ou filtros do Instagram. Use-os, mas sem exagero!

3) Resolução da foto

Por garantia, a dica é fazer suas fotos na resolução mais alta que seu aparelho permitir. Provavelmente você só quer compartilhar o álbum no Facebook, mas e se resolver imprimir aquele mar azul de Cancún pra colocar num grande pôster na sua sala?

4) Modo manual

Para você que sabe ajustar uma câmera, lembre-se do básico e combine configurações para capturar a imagem da melhor forma. Aumente a velocidade para congelar movimentos; aumente (para escurecer) ou diminua (para clarear) a abertura conforme a cena; e aumente o ISO caso a imagem esteja escura – mas sem exagero, para não estragar a foto.

5) Modos de cena

O modo manual é demais para você? Então use os modos noturno, esportes, retrato, paisagem, etc. Eles fazem ajustes finos para capturar melhor a cena que você está vendo. Se nada der certo, volte ao automático.

Regra dos terços é fundamental para uma boa composição (Crédito: Thinkstock)

6) Composição e regra dos terços

As pessoas costumam centralizar aquilo que querem fotografar, mas isso pode estragar aquela sua foto incrível do Morro do Careca, em Natal. Posicione o elemento principal ou as linhas da foto nos círculos da imagem ao lado, e sua foto terá uma composição mais agradável. Assim, você estará seguindo a regra dos terços, famosa em fotografia – algumas câmeras e celulares dispõem da opção "grade" para facilitar essa tarefa.

7) Enquadramento

Não corte pés, cabeças, braços nem o próprio ponto turístico. Evite também fotografar muito "chão" ou muito "teto", equilibrando o que aparece na parte de cima e de baixo da foto.

8) Faça dois tipos de fotos

Ok, selfies estão liberadas! Escolha bem o cenário de fundo, segure firme a câmera e coloque você e seus amigos na foto. Mas releia o tópico 6, sobre composição! Se não tomar cuidado, quando você estiver lá em Punta del Este, provavelmente vai sair na frente da escultura La Mano e cobrir a escultura. Além das selfies, faça também boas imagens que mostrem apenas o destino que você visitou.

9) Luz

Evite fotos com flash – a maioria fica esbranquiçada. A luz de câmeras compactas e celulares costuma "estragar" as cores reais da imagem. Firme bem as mãos e fotografe com a luz disponível, seja do sol ou da iluminação local.

Antes e depois de tirar sua foto, verifique se o foco está como você planejou (Crédito: Thinkstock)

10) Atenção ao foco

Mais do que "garantir" algumas fotos, garanta que elas estão bem focadas. Já pensou se seu rosto sair borrado em frente à Torre Eiffel, em Paris? Verifique como fazer isso no seu aparelho: em uns celulares, basta tocar a tela; em outros, movimente-o enquanto mira a cena; nas câmeras, aperte o disparador levemente e, depois, até o fim para fazer a foto.

11) Posicionando pessoas

Uma pessoa em frente a uma árvore, dependendo da posição em que estiver, pode parecer que tem chifres (pois é, estranho!). Por isso, repetindo, observe a cena e verifique se está bom o seu enquadramento. E se as pessoas estiverem de frente para o sol na foto, sairão com careta; de costas, ficarão com o rosto escuro. Então, posicione todos em uma diagonal em relação à luz do sol, para ficarem iluminadas, sem franzir a testa nem fechar os olhos.

12) Várias fotos e em ângulos diferentes

Não confie em uma única foto – ela pode sair tremida ou você pode aparecer de olho fechado. Mas tirar 500 "para garantir" é exagero, acaba com a memória do seu cartão e dificulta a seleção. Faça algumas e de ângulos diferentes.

Veja a diferença entre uma imagem horizontal e uma vertical, feitas no mesmo lugar. Principalmente para registrar paisagens, a horizontal é mais indicada, sem dúvidas!

13) Smartphone = foto horizontal

Evite fazer imagens verticais com seu smartphone! Fotos horizontais garantem uma visão mais ampla do cenário espetacular daquele litoral de Porto Seguro, além de mais estabilidade para clicar com as duas mãos. Fotografar na vertical com câmera fotográfica está liberado!


14) Celular = foto sem zoom

Diferente do zoom óptico das câmeras, os celulares têm zoom digital, que distorce toda a imagem. É preferível se movimentar e buscar a melhor posição para sua imagem. Se for zoom óptico de câmera, manda ver!

 

dica anterior
Faça viagens incríveis por até R$ 1 mil

próxima dica
Voe de balão e veja paisagens incríveis!