Publicado em 16/12/2015
 
 
Compartilhe:
Confira outras dicas

História, arte, arquitetura: embarque em uma viagem inesquecível por Florença!

Florença, capital da Toscana, reúne cerca de 40% do patrimônio artístico da Itália em seus museus, galerias e ruas (Crédito: Thinkstock)

Arte e história de mãos dadas. Há mais de 2 mil anos a cidade de Florença, capital da Toscana, abraça artistas imortais e expõe em suas ruas, galerias e museus algumas das obras mais importantes do mundo. Verdadeiro museu a céu aberto, ali você esbarra (literalmente!) em cada esquina com suntuosos palácios, galerias de arte, casarões e catedrais. Impossível não se apaixonar!

Milhares de obras de arte podem ser admiradas em suas praças e edifícios históricos (Crédito: Thinkstock)

A estimativa é que aproximadamente 40% do acervo artístico italiano estão nos museus e nas ruas de Florença. Isso quer dizer que a cidade é um dos mais importantes centros culturais do planeta e viagem obrigatória para todos que visitam a Itália. Desenvolvida às margens do rio Arno, sobre o qual ainda estão pontes milenares, Florença registrou seu auge no Renascimento e foi lar de grandes nomes como Dante Alighieri, Nicolau Maquiavel e Michelangelo.

Florença exige, no mínimo, dois dias em seu roteiro de viagem para conhecer os principais pontos turísticos. Se você tiver mais tempo, poderá curtir a cidade com mais calma e apreciar as obra dos grandes mestres sem pressa. E acredite, vale a pena!

A fachada da Duomo é coberta por mármore cor de rosa, verde e branco (Crédito: Thinkstock)

Igrejas e catedrais

O símbolo mais conhecido de Florença é a bela e gigantesca Catedral de Santa Maria del Fiore, conhecida como Duomo. Com estilo gótico, possui fachada coberta por mármore cor de rosa, branco e verde. Começou a ser construída em 1296 e no interior da cúpula é possível ver os afrescos de Giorgio Vasari. O espaço também abriga o Museo dell’Opera del Duomo, com obras de Donatello.

Outro templo que não pode faltar em sua lista é a Santa Croce, basílica franciscana que teve a construção concluída em 1294 e traz em seu interior afrescos de Giotto e Taddeo Gaddi, além do museu Opera di Santa Croce. Nela estão sepultados moradores ilustres da cidade, como Maquiavel, Galilei e Michelangelo.

Reserve ainda tempo para conhecer a Basilica de San Lorenzo e Cappelle Medicee, com esculturas de Donatello e espaços projetados por Michelangelo. Já o Battistero, construção mais antiga de Florença, foi cenário do batismo de Dante Alighieri. De acordo com historiadores, a primeira versão do prédio foi erguida ainda no século 6. Compõe, juntamente com a Catedral e o Campanário, o trio de maravilhas arquitetônicas da Piazza del Duomo, reconhecidas como patrimônio da humanidade pela Unesco.

A Ponte Vecchio é outro símbolo de Florença, construída sobre o rio Arno (Crédito: Thinkstock)

Ponte Vecchio

Outro ícone de Florença, a Ponte Vecchio é um misto de ponte e base de sustentação para casas. Liga as duas margens do rio Arno a mais de 650 anos, sendo que algumas lojas que a ocupam são geridas pelas mesmas famílias há décadas, numa tradição que teve início no século 16.

Palazzos

Em destaque entre os palácios de Florença está o Palazzo del Popolo, que abriga o Museo del Bargello. No Palazzo Pitti você encontrará  museus e salões, como a Galleria Palatina, cujo acervo conta com trabalhos de Rafael, Tiziano, Caravaggio e Tintoretto. Uma atração imperdível é um passeio pelos belos Jardins Boboli.

No Palazzo Pitti você poderá fazer um passeio inesquecível pelos Jardins de Boboli (Crédito: Thinkstock)

Piazzas

Florença também é conhecida por suas belas praças e, o melhor de tudo, é que essas atrações são gratuitas! A Piazza Della Signoria era o principal ponto de encontro político e social da cidade no século 14 e, atualmente, a arte tomou o espaço da política com algumas esculturas e réplicas renascentistas famosas em todo mundo. Na Piazzale Michelangelo, uma réplica de bronze do Davi, de Michelangelo, divide as atenções com a melhor vista da cidade a partir deste parque planejado pelo arquiteto Giuseppe Poggi, no século 19.

A escultura de David, de Michelangelo, está exposta na Galleria dell'Accademia (Crédito: Thinkstock)

Galerias de arte

Duas das principais galerias de arte do mundo estão em Florença: a Galleria degli Uffizi e a Galleria dell'Accademia. A primeira possui coleção que inclui obras de mestres do Renascimento e pintores como Caravaggio e Rembrandt. Já a Galleria dell'Accademia expõe coleções impressionistas de artistas como Bellini, Titian e Mantegna, além do David de Michelangelo.

Quando ir

Com clima mediterrâneo - verões quentes e invernos bem frios - Florença deve ser visitada, preferencialmente na primavera (de março a maio), quando os dias estão ensolarados e as flores tomam a cidade. Reserve agora seu pacote para Florença e encante-se!

 

dica anterior
Como levar dinheiro em viagens internacionais

próxima dica
Confira 10 destinos para viajar em 2016