Publicado em 11/11/2014
 
 
Compartilhe:
Confira outras dicas

Explore Portugal sobre trilhos e aproveite o melhor das terras lusitanas

Uma das partes mais surpreendentes da viagem é admirar a vista panorâmica da região do rio Douro (Crédito: Thinkstock)

Conhecer a Europa sem se preocupar com o idioma é uma das vantagens de eleger Portugal como seu próximo destino. Some a isso o fato de ser um dos mais baratos do continente, possuir gastronomia rica em sabores e arquitetura diferenciada. O país reserva paisagens estonteantes, principalmente se vistas a bordo de um trem.

Este, aliás, é o meio de transporte favorito de quem deseja curtir a rotina local e aproveitar o conforto desta opção eficiente e barata, se comparado a outros países europeus. A boa localização das estações, na maior parte das vezes em áreas centrais – perto de hotéis, restaurantes e lojas – contribui para que o trem seja uma ótima escolha durante sua viagem.

As linhas ferroviárias são operadas pela CP (Comboios Portugueses) e oferecem diversas possibilidades de roteiros. Os bilhetes podem ser comprados antecipadamente pela internet e os preços são convidativos. Uma viagem de Lisboa em direção a Porto custa aproximadamente 30 euros (preço pesquisado no site da CP em novembro de 2014), roteiro ideal para aproveitar a paisagem e se deliciar com os famosos pastéis de Belém e os vinhos do Porto. Outra possibilidade é percorrer praticamente o país todo, indo de Faro, ao sul, até Braga, ao norte, passando pela capital (confira hotéis em Lisboa, Coimbra e Porto. Nesse caso, o custo é de cerca de 65 euros (preço pesquisado no site da CP em novembro de 2014).

Aposte também em tours do tipo bate-volta ou inclua trechos de carro para conhecer as praias da região do Algarve ou outros pontos mais distantes. O site da companhia Raileurope é outra fonte para comparar preços e comprar os bilhetes em casa.

São três tipos de trens. Os regionais e o Intercidades fazem mais paradas e são um pouco lentos. Possuem ar-condicionado, restaurante ou bar. Já o Alfa Pendular, mais rápido e com acesso às principais cidades, tem como diferencial a internet wi-fi gratuita.

Separamos alguns roteiros para você conhecer o melhor de Portugal e se apaixonar pelas terras lusitanas. Confira!

A Estação do Róssio é uma das atrações do passeio de trem
(Crédito: Thinkstock)

Partindo ou chegando a Lisboa

A capital é atendida por linhas férreas que interligam as principais cidades do país – Coimbra, Porto, Braga e Faro –, além de trajetos regionais, como até a cidade costeira de Albufeira. Experimente ir de Lisboa a Sintra, de clima serrano e visual marcante graças aos castelos e ruínas. No caminho inverso, chegando a Lisboa, desembarque na famosa Estação do Rossio, dona de elegante arquitetura. A estação, no coração da cidade, fica integrada ao metrô.

Ao chegar e sair de Lisboa, aprecie a Estação Oriente (Crédito: Thinkstock)

Coimbra

A linha que atende Coimbra é a Lisboa-Porto, ótima opção para encaixar outros roteiros sem perder a facilidade de acesso a hotéis e aeroportos. Saindo da capital, o trecho dura cerca de 2 horas no Intercidades e aproximadamente 1h30 no Alfa Pendular. Os trens partem da Estação do Oriente, famosa pela moderna estrutura metálica. Ao longo do passeio, aproveite a vista do rio Mondego e da Universidade de Coimbra, uma das mais antigas da Europa.

Em Porto você pode aproveitar a vista das vinícolas
(Crédito: Thinkstock)

 

 

Porto

A viagem pode durar quase 3 horas a partir de Lisboa. Para quem sai de Coimbra, de 1h30 a 2 horas, de acordo com o trem. Pelo caminho, repare na mudança da paisagem ao sair de áreas urbanizadas e entrar na região dos vinhedos, considerada patrimônio da humanidade pela Unesco. O ponto de chegada é a Estação Campanhã – integrada ao metrô. Já a Estação do Pinhão, importante ponto turístico, tem paredes repletas de azulejos típicos, os quais fazem alusão à história local.

Acesse o site da CP ou o site da Raileurope e confira o melhor roteiro para aproveitar a Europa e programe agora sua viagem!

 

dica anterior
Conheça Buenos Aires e corra no Circuito das Estações

próxima dica
Alfândega: conheça as regras para importados