Publicado em 20/01/2015
 
 
Compartilhe:
Confira outras dicas

Xel-Há ou Xcaret: descubra as semelhanças e diferenças entre os parques

(Crédito: Thinkstock)

As belezas naturais de Cancún e arredores são inconfundíveis – quando se fala desse destino, a imagem que vem à mente é de mar cristalino e praias com areia branca. Além do cenário paradisíaco, há ainda duas atrações famosas que aparecem em todo guia de viagem da região: os parques ecológicos Xcaret e Xel-Há.

Existem pontos de semelhança entre eles, tais como a estrada de acesso, a possibilidade de interagir com animais, o mergulho de snorkel, os programas de preservação ambiental e a estrutura de altíssima qualidade. Mas também há diferenças entre os dois parques: custos, distâncias, atividades oferecidas… No fim das contas, a pergunta que fica é: qual é melhor, Xel-Há ou Xcaret? Descubra a resposta no nosso comparativo!

A atração mais procurada no Xel-Há é o mergulho com snorkel em suas águas cristalinas (Crédito: Thinkstock)

Xel-Há

Imagine um parque aquático integrado com um cenário natural rico e preservado, de águas naturais, cristalinas e repletas de peixes. Essa é a realidade do Xel-Há, que atrai muitos visitantes pelo custo-benefício: o ingresso básico já inclui o sistema all-inclusive – e mais barato que o do Xcaret. Isso significa ter diversão e alimentação à vontade (inclusive bebidas alcoólicas) durante todo o dia, além de acesso a snorkel, máscara, pé de pato e armários sem taxas adicionais.

Comparado ao Xcaret, o Xel-Há fica mais distante de Playa del Carmen e Cancún. Quem se hospeda nessas cidades precisa reservar de 40 minutos a 1h30 para chegar ao parque (veja distâncias no nosso comparativo abaixo).

 

Aproveite para relaxar na sombra ou tomar um sol no ambiente relaxante do Xel-Há (Crédito: Thinkstock)

Resumindo os atrativos, o Xel-Há tem (muitas) atrações na água. Para os mais aventureiros, a dica é saltar de grandes alturas (como da Pedra da Coragem), testar o equilíbrio sobre o rio nas cordas do Trepachanga e se divertir na tirolesa. Entre as atividades mais relaxantes estão o mergulho com snorkel, a flutuação no rio sobre boias, o mergulho em um cenote coberto, as redes de frente ao lago dos golfinhos e as espreguiçadeiras para assistir ao pôr do sol. O parque também reserva atividades pagas à parte, a exemplo do nado com golfinhos, snuba (combinação de snorkel com mergulho autônomo – scuba), passeio nas zip bikes (tipo de bicicletas suspensas) e muitas outras.

 

O Xel-Há foi o primeiro no mundo a receber o certificado mais alto do EarthCheck, programa internacional que reconhece e premia as melhores práticas ambientais e sociais de empresas de turismo. Inclusive, para proteger a fauna aquática, o Xel-Há incentiva o uso de protetor solar sem produtos químicos durante sua visita ao complexo.

O parque Xcaret tem ruínas maias para visitação (Crédito: Thinkstock)

Xcaret

Diferente do Xel-Há, o ingresso básico do Xcaret só inclui a entrada no parque. O uso do armário e acessórios de mergulho (snorkel, pés de pato e máscara) só pode ser feito mediante apresentação do ingresso plus, que inclui uma refeição (incluindo bebidas alcoólicas). A localização do Xcaret é privilegiada, já que o complexo fica a apenas 15 minutos de carro de Playa del Carmen. O caminho até Cancún leva cerca de 1h.

Enquanto o Xel-Há pode ser considerado o irmão natureba, o Xcaret ganha o título de irmão cultural – e com muito mais opções de atividades. Ele também tem espaços voltados à preservação da fauna e da flora, além de praias e locais para snorkel, mas suas principais atrações se dedicam a contar a história e as tradições do México. Isso pode ser visto no museu com exposições contínuas de peças artesanais, na representação de uma vila maia e nos shows permanentes do parque, realizados todos os dias e conhecidos mundialmente.

 

Apesar de ser voltado ao lado cultural mexicano, Xcaret também possui uma série de atividades aquáticas, como o Seawalker (Crédito: Thinkstock)

Uma dessas apresentações, a Voladores de Papantla, é considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO e representa rituais antigos dos povos mexicanos. Danças típicas, travessias sagradas, números com cavalos e show noturno de encerramento (o Xcaret México Espetacular) completam o leque de espetáculos do complexo.

Entre tantas outras atrações exclusivas do Xcaret, que você não encontra no Xel-Há, duas são imperdíveis: os rios subterrâneos, em que você nada por túneis e ao lado de muralhas de pedra; e o impressionante aquário natural de recifes de corais. Assim como o outro parque, você também pode pagar por atividades extras, tais como passeio de lancha, degustação de vinhos, nado com golfinhos, tubarões e raias, entre outras.

 

 

Xel-Há

Xcaret

Ingresso básico

É mais barato que o do Xcaret. Inclui refeição à vontade, acessórios de mergulho e armário

É mais caro que o do Xel-Há. Inclui apenas entrada no parque

Tempo de viagem

Playa del Carmen: 40 min.
Cancún: 1h30

Playa del Carmen: 15 min.
Cancún: 1h

Variedade de atrações

Tem atrações aquáticas, de aventura e de interação com animais. Tem menos atividades que o Xcaret

Tem atrações aquáticas, culturais e de interação com animais. Tem mais atividades que o Xel-Há

Snorkel, mergulho, boias flutuantes e outras atividades aquáticas

Museu, ruínas, espetáculos e outras atividades culturais

Χ

Saltos de pedras, tirolesa, trilhas e outras atividades de aventura

Χ

Nado com golfinho

Conclusão

Tanto Xel-Há quanto Xcaret têm vantagens e desvantagens. Depende muito do seu perfil, tempo de viagem e orçamento disponível. Escolha suas atrações preferidas, monte seu roteiro e voe para o México!

 

 

dica anterior
Conexões longas: sair ou não do aeroporto?

próxima dica
Confira os feriados de 2015 e planeje sua viagem!