Cartagena x San Andrés: na dúvida, viaje para os dois!

Cartagena e San André

Dois dos destinos colombianos mais famosos, as belas San Andrés e Cartagena das Índias são ótimas opções para uma viagem internacional mais econômica, mas que oferece muito charme, riqueza cultural e paisagens de cair o queixo. É possível conhecer as cidades de forma independente, entretanto para que se limitar a apenas um destino, não é mesmo? Confira os atratativos e mergulhe nessa experiência incrível!

Cartagena

O que fazer

Cartagena é uma cidade histórica à beira-mar, cuja parte mais antiga é protegida por uma muralha, conhecida como Cidade Amuralhada. Ali ficam os principais pontos turísticos como a Torre do Relógio, Palácio da Inquisição, igrejas, praças e museus. Fora do centro estão as duas construções mais imponentes de Cartagena: o Castelo de San Felipe e o Convento Santa Cruz de La Popa, que oferece uma vista panorâmica impressionante.

Apesar de Cartagena estar no Mar do Caribe, as praias urbanas tem areia escura, o que não é sinônimo daquelas praias típicas desse tipo de destino. Mas as águas são mornas e claras, ótimas para banho. Se você quer conhecer aquele mar azul, então é preciso pegar um barco e ir para o Arquipélago de Rosário, San Bernardo ou à Playa Blanca.

San Andrés, Ilha Johnny Cay

Já San Andrés é um autêntico o arquipélago caribenho, famoso por seu mar de sete cores, com variedades de azul e verde. Suas principais ilhas são San Andrés, Providência e Santa Catalina, sendo a praia Peatonal a mais famosa, que tem mar calmo e poucas ondas.

Uma dica é alugar um carrinho de golfe para circular e conhecer praias e bairros. As ilhas possuem bons restaurantes e lojas com preços bem mais camaradas do que outros destinos do Caribe. E não deixe de visitar pontos turísticos como o Olho Soprador, um buraco na pedra que solta vento devido à força das ondas, e fazer um passeio pelas ilhas Aquário e Johnny Cay.

San Andrés, Cabeça de Morgan

Histórias de piratas

Tanto Cartagena quanto San Andrés têm em comum piratas em sua história. A primeira, que era um porto importante na rota do comércio de ouro, prata, pedras preciosas e de escravos, era alvo de muitos ataques piratas. As muralhas foram construídas para proteger a cidade, assim como fortes e o castelo de San Felipe.

San Andrés, ao contrário de Cartagena, era inicialmente o refúgio de piratas que circulavam pelo Caribe. O famoso Henry Morgan, que serviu de inspiração para muitos filmes de Hollywood, escondia ali seus tesouros. Depois a ilha foi ocupada por ingleses e escravos africanos, para depois ser reinvindicada pela Colômbia. Um dos pontos turísticos mais interessantes por lá é La Cueva de Morgan, uma caverna onde – diz a lenda – o pirata escondeu suas riquezas e que lhe serviu de túmulo.

Castelo de San Felipe

Como ir

Para ir a Cartagena você deve pegar um avião até Bogotá ou Medellín e depois pegar outro voo de cerca de uma hora para a cidade. Chegando em Cartagena, o aeroporto fica bem próximo da Cidade Amuralhada (de 10 a 15 minutos) e o taxi não sai caro.

San Andrés fica a 190 km da Nicarágua e a 780 km da Colômbia, o que já provocou discussões entre os dois países sobre a quem realmente pertence esse território. Apesar dessa rusga entre países, oficialmente o arquipélago é da Colômbia. Para chegar até lá também é preciso embarcar para Bogotá e depois pegar um voo para San Andrés.

E se você está em Cartagena e deseja ir para San Andrés, ou vice-versa, o voo é de apenas 1 hora e não costuma ser caro! Para ir à Colômbia não é preciso passaporte, apenas RG com foto recente e certificado de vacina contra a febre amarela.